segunda-feira, 17 de abril de 2017

Olímpico do Montijo (2-0 vs. C. Indústria 14.04.2017)

David Martins



Substituições:


INT' David Luís por Projecto;

INT' Thiago por Rúben Goiás;

60' Queijinho por Iúri;

60' Cami por João Castiço;

86' João Monteiro por João Lagoa;



Coletivo:


Ataque muito dinâmico, com muitas trocas posicionais, tabelinhas e ritmo alto;


Espinha dorsal com três brasileiros de qualidade;

4x3x3 desdobrável em 4x4x2, devido às movimentações de Marcelo;



Individual:


Diogo Arreigota (GR): Guarda-redes da casa, de apenas 20 anos; 


Paulinho (DD): Lateral consistente;

Raul Rocha (DCD): Muito corpulento sim (193 cm), mas com alguma falta de velocidade e técnica; 

Mota (DCE): Muito assertivo;

Nuno Cunha (DC): Central jovem, 21 anos, mas já com alguma experiência em campeonatos nacionais, por Pinhalnovense e Barreirense; Passou pela formação do Vitória;

Projecto (DE): Dá grande profundidade ao corredor esquerdo; Executante de bolas paradas;

Jean Victor (MDF): Elemento mais posicional do meio-campo; Muito intenso; Constrói bem;

Marcelo (MCD): Sempre em alta rotação; Numa posição híbrida, uma vez que é um médio interior que cai bastante no flanco, onde funciona como extremo;

Thiago (ED): Deixa facilmente os adversários para trás com o seu poder de aceleração;

Cami (EE): Falso extremo, sempre a cair em zona de finalização; Rápido e ágil, sempre à procura de jogar de fora para dentro; Segundo melhor marcador da I Distrital, com 18 golos; No clube desde infantil, há 14 anos (2002/03);

João Castiço (E): Jogador da casa, no clube desde infantil (2008/09); 

João Lagoa (E): Jogador da casa, no clube desde benjamim (2005/06);



Equipa técnica:


Treinador: David Martins
Treinador adjunto: Ricardo Fernandes
Preparador físico: Hugo Pacheco
Treinador de guarda-redes: Carlos Miguel
Massagista: Pedro Marques
Diretores: João Monteiro e Pedro Santos

domingo, 9 de abril de 2017

Olímpico do Montijo (5-1 vs. C. Indústria 09.04.2017)

David Martins

Substituições:


27' Carlitos por Miguel Brás (GR);

62' Queijinho por Iúri;

70' Marcelo por João Castiço;


Coletivo:


Tenta imprimir sempre um ritmo muito elevado, procurando praticar um futebol com muita intensidade;


Individual:


Carlos Miguel (GR): Apesar da veterania, foi expulso após agredir um adversário; 42 anos;

Paulinho (DD): Capitão; Na equipa desde 2004/05, ainda no Montijo original;

Raul Rocha (DCD): Muito possante (193 cm);

Projecto (DE): Lateral muito ofensivo e habilidoso; Passou pela formação de Benfica e Sporting;

Marcelo (MAD): Muito dinâmico e rotativo; No clube desde infantil, há nove anos (2007/08);

Jean Victor (MCD): Segura muito bem a bola; Rijo;

Queijinho (MCE): Especialista na execução de livres; Homem da casa: desde 2001/02 que está no clube (ainda no Montijo original), à exceção de três anos em que esteve no Alcochetense;

Carlitos (MAE): Homem da casa: desde 2001/02 que está no clube (ainda no Montijo original), à exceção de época e meia em que esteve no Pinhalnovense e Eléctrico;

João Monteiro (ACD): Possante (182 cm); Tabela bem, joga bem de costas para a baliza; Passou pela formação de Benfica e Vitória;

Thiago (ACE): Muito possante (186 cm); Muito veloz, com grande poder de aceleração e capacidade de drible; Muito rematador; Apesar da estatura física, é habilidoso e gosta de ir para cima dos adversários, 'sambando';


Equipa técnica:


Treinador: David Martins
Treinador adjunto: Ricardo Fernandes
Preparador físico: Hugo Pacheco
Treinador de guarda-redes: Carlos miguel
Massagista: Pedro Marques
Diretores: João Monteiro e Pedro Santos


Extras:

O melhor marcador da equipa, Cami, ficou no banco por não se encontrar a 100 %;

Cerca de 300 espetadores nas bancadas, incluindo uma claque;

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Portugal sub-17 (1-1 vs. Espanha 21.05.2016)

Hélio Sousa

Substituições:


55' Mésaque Djú por Miguel Luís (MC)


79' Domingos Quina por Rafael Leão (EE)



Individual:


Diogo Costa (GR): Muito seguro; Sofreu apenas um golo durante o Europeu;

Diogo Queirós (DCD): Após um início de torneio com muitos nervos, assentou e revelou-se um autêntico patrão da defesa;

Diogo Dalot (DD): Tem um remate forte e gosta de tentar alvejar a baliza quando se aproxima da área contrária; Apontou o golo português, com um forte remate de pé direito;

Rúben Vinagre (DE): Dá muita profundidade ao seu corredor; É bastante aguerrido; Faz lembrar Fábio Coentrão; Não descura o aspeto defensivo; Fez uma assistência, num cruzamento após arrancada pelo flanco esquerdo;

Domingos Quina (MCE/EE): Tem muita habilidade; É o médio que mais se aproxima da área adversária; Joga bem com os dois pés; Pode atuar no centro ou nas alas;

José Gomes (PL): Cinco dos sete golos que apontou no Europeu foram de cabeça;

Miguel Luís (MCD): Deixa a bola redonda nos companheiros;


Hélio Sousa: Perdeu apenas um jogo oficial desde que está na Federação;

terça-feira, 7 de junho de 2016

Portugal sub-17 (2-0 vs. Holanda 18.05.2016)

Hélio Sousa

Substituições:


58' Domingos Quina por Miguel Luís (MC)

74' João Filipe por Thierry Correia (DE)

80+1' Mésaque Djú por João Lameira


Individual:


Diogo Dalot (DD): Perigoso na execução de livres diretos; Lateral muito ofensivo; Marcou o segundo golo de Portugal, em lance individual;

Rúben Vinagre (DE/EE): Autêntica locomotiva no corredor esquerdo; Cruza bem; Executa livres diretos; Fez uma assistência, na execução de um livre;

Florentino Luís (MDF): Assegura o equilíbrio tático da sua equipa; Recupera muitas bolas;

Gedson Fernandes (MCD): Passe e protege muito bem a bola;

Domingos Quina (MCE): Utiliza o drible e a fantasia como recursos para ultrapassar situações de inferioridade numérica; Dá criatividade ao corredor central;

Mésaque Djú (ED/EE): Muito rápido; Pode jogar na direita ou na esquerda;

José Gomes (PL): Fortíssimo no jogo aéreo, tendo marcado de cabeça, mais uma vez; Lê muito bem o jogo, sabe os espaços que tem de atacar, o timing correto, e isso faz com que marque muitos golos de cabeça, mesmo não sendo muito alto (1,77 m);

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Portugal sub-17 (0-0 vs. Bélgica 11.05.2016)

Hélio Sousa
Substituições:

57' João Filipe por Mésaque Djú (ED)

69' Domingos Quina por Gedson Fernandes (MC)

77' Mickael Almeida por José Gomes (PL)


Individual:

Diogo Costa (GR): Sempre muito atento, mesmo em jogo em que só lhe é exigido trabalho muito esporadicamente;

Luís Silva (DCE): Central esquerdino;

Thierry Correia (DD): Polivalente, pode jogar à direita ou à esquerda, embora seja destro; Não é muito rápido;

Rúben Vinagre (DE): Extremo de origem; Responsável no capítulo defensivo; Muito rápido; Recusou o Manchester United para ir para o Mónaco;

João Lameira (MDF): Não é muito vertical no seu futebol, comparativamente com Florentino Luís;

Miguel Luís (MCD): Gosta de rematar a meia distância, ainda de fora da área;

Domingos Quina (MCE): Tecnicamente evoluído; Funciona como terceiro médio, o que mais se aproxima da área adversária; Tem boa chegada a área;

João Filipe (ED): Fantasista; Malabarista com a bola nos pés, dá 'show' quando tem a redondinha, mas nem sempre é eficaz;

Rafael Leão (EE): Destro na esquerda, faz muitos movimentos para dentro; Ao fletir, gosta de puxar para o pé direito e rematar;

Mickael Almeida (PL): Francês de gema, tem mãe francesa e pai português, mas que emigrou para França ainda muito jovem; Não sabia falar português até há bem pouco tempo;

domingo, 5 de junho de 2016

Portugal sub-17 (2-0 vs. Escócia 08.05.2016)

Hélio Sousa
Substituições:

57' João Filipe por Rafael Leão (EE)

69' Gedson Fernandes por João Lameira (MC)

73' José Gomes por Mickael Almeida (PL)


Individual:

Diogo Costa (GR): Seguro; Joga bem com os pés;

Diogo Queirós (DCD): Por vezes parece acusar o peso da braçadeira, desconcentrando-se e falhando na precisão de passe;

Diogo Leite (DCE): Forte no jogo aéreo;

Diogo Dalot (DD): Dá bastante profundidade ao corredor direito;

Thierry Correia (DE): Executa lançamentos laterais longos; Destro na esquerda; Forte fisicamente;

Florentino Luís (MDF): Boa saída de bola; Fundamental na primeira fase de construção; Muito atento, está sempre preocupado em ocupar rapidamente os melhores terrenos para pisar;

Gedson Fernandes (MCD): Tem remate forte e colocado e gosta de experimentá-lo à média distância; Um autêntico chuta-chuta; Fez a assistência para o segundo golo, com um belo cruzamento;

Domingos Quina (MCE): Tem grande qualidade técnica e boa chegada à área; Apontou o primeiro golo, através de um forte remate de pé direito;

Mésaque Djú (ED): Revela pouca frieza na hora da finalização;

João Filipe (EE): Extremamente hábil; Homem das bolas paradas;

José Gomes (PL): Forte no jogo aéreo e a jogar de costas para a baliza; É um autêntico goleador; Fez a assistência para o primeiro golo, precisamente com um passe atraso a jogar de costas para a baliza, e marcou o segundo, de cabeça;

Portugal sub-17 (5-0 vs. Azerbaijão 05.05.2016)

Hélio Sousa
Substituições:

48' Miguel Luís por Domingos Quina (MC)

58' José Gomes por Mickael Almeida (PL)

67' Mésaque Djú por Rafael Leão (EE)


Individual:

Diogo Costa (GR): Já foi chamado à seleção olímpica, embora tenha apenas 16 anos;

Diogo Queirós (DCD): Capitão; Forte no jogo aéreo;

Diogo Leite (DCE): Seguríssimo;

Diogo Dalot (DD): Lateral ofensivo; Não tem problemas em utilizar o pior pé, o esquerdo, algo raro nos dias de hoje;

Rúben Vinagre (DE): Homem das bolas paradas, especialmente as do lado direito, onde as executa com o pé esquerdo; Foi na cobrança de um canto que fez a assistência para o 1-0; Lateral muito ofensivo;

Florentino Luís (MDF): Gosta de pegar no jogo a partir da posição '6'; Trinco moderno, com boa saída de bola, que tenta dar verticalidade ao futebol da sua equipa através do passe;

Miguel Luís (MCD): Filho do antigo jogador de Campomaiorense e Académica, também formado no Sporting, Nuno Luís; É um médio box-to-box, responsável por ligar os setores; Vai buscar a bola junto dos centrais e entrega-a aos avançados; Marcou um golo, de fora da área, em jeito;

Gedson Fernandes (MCE): Fez a assistência para o quarto golo; Não executa muito rápido, mas executa bem; Gosta de rematar a meia distância, e até foi assim que apontou o quinto golo de Portugal;

Mésaque Djú (ED): Pode jogar em ambas as alas; Gosta muito de aparecer na faixa central a gerar desequilíbrios;

João Filipe (EE): Executa bolas paradas, sobretudo no lado esquerdo, com o pé direito; Pode jogar em ambas as alas; É um jogador com muita habilidade e criatividade;

José Gomes (PL): Marcou dois golos, um de cabeça e outro de pé direito; Já joga e brilha pelos juniores do Benfica, embora ainda tenha idade de juvenil;

Domingos Quina (MC): Filho do antigo central do Benfica e internacional português Samuel;