sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Santos (3-3 vs. Rio Claro 16.03.2014)

Oswaldo Oliveira
Substituições:

69’ Gabriel Barbosa por 14 Alison (MCE);

76’ Leandro Damião por 18 Stéfano Yuri (PL);

83’ Rildo por 17 Diego Cardoso (MAE);


Coletivo:

Várias tentativas de futebol direto;

46% Posse de bola;


Variações táticas:

Geuvânio e Rildo trocam de flanco entre si;

Após a entrada de Alison, Cícero adiantou-se para médio-ofensivo e o Santos passou a jogar em 4x2x3x1;


Individual:

4 Cicinho (DD): Muito ofensivo; Por vezes descura o momento defensivo;

5 Arouca (MCD): Muito pressionante, sempre a morder os calcanhares aos adversários; Referência na altura de recuperar a bola; Muito combativo; Equilibra a equipa; Compensa as subidas dos laterais (guarda-costas do muito ofensivo Cicinho);

8 Cícero (MCE): Armador de jogo; Aparece bem em zona de finalização;

10 Geuvânio (MAD): Tem um bom pé esquerdo; Gosta de ir para cima dos defesas;

11 Rildo (MAE): Rapidíssimo; Gosta de fletir da esquerda para o meio, com a bola colada ao pé direito; Desequilibrador;

7 Gabriel Barbosa (ACD): De apenas 17 anos; Conhecido como ‘Gabigolo’; Joga de cabeça levantada; Móvel;

9 Leandro Damião (ACE): Lento; Forte fisicamente; Segura bem a bola; Gosta de atrair os defesas para libertar um colega e passar-lhe a bola completamente desmarcado; Internacional brasileiro; Reforço para 2014 (ex-Internacional de Porto Alegre); Avançado de renome; Avançado posicional;

18 Stéfano Yuri (PL): Avançado de 19 anos; Das escolas do Santos; Móvel; Procura os corredores e zonas mais recuadas;


Ausências:

Aranha, Gustavo Henrique, Edu Dracena, Victor Andrade e Mena (lesionados) e Neto e Thiago Ribeiro (castigados);


Público/ Estádio/ Extras:

Alcunhas: Peixe e Alvinegro;

Comercial (0-2 vs. Santos 11.02.2014)

Vágner Benazzi
Substituições:

INT’ Bodini por 9 Edson (ACD);

71’ Cacá por 8 Patrick;

84’ Rodrigo Jesus por 11 Leandro Oliveira;


Individual:

5 Xaves (MDEF): Capitão;

35 Marcone (MCE): Cobra livres diretos; Tem um remate fortíssimo de pé direito;

28 Cacá (MO): Homem das bolas paradas; Ex-UD Leiria (2010-2012);


Público/ Estádio/ Extras:

Alcunha: Leão do Norte, devido a uma digressão vitoriosa no Norte e Nordeste do país em 1920;

Esteve no Brasileirão em três épocas: 1978, 1979 e 2000;

Santos (2-0 vs. Comercial 11.02.2014)

Oswaldo Oliveira
Substituições:

77’ Alan Santos por 17 Gabriel Barbosa (ACD);

80’ Geuvânio por 16 Rildo (MAD);

87’ Arouca por 15 Leandrinho (MCE);


Coletivo:

Meio-campo muito pressionante;

Futebol apoiado, com envolvimento dos três corredores;

Como alternativa ao futebol apoiado, o Santos também consegue verticalizar, queimando algumas linhas na construção de jogo;

Na primeira fase de construção, os centrais e os laterais abrem e Alan Santos recua para pegar na bola;


Variações táticas:

Após a entrada de Gabriel Barbosa, o Santos passou a jogar em 4x4x2, com a frente de ataque alargada, e com Cícero a recuar para o duplo pivot, ao lado de Arouca;


Individual:

1 Aranha (GR): Guarda-redes experiente (33 anos); De elevada estatura (193 cm);

4 Cicinho (DD): Muito ofensivo; Gosta de conduzir a bola para dentro; Rápido;

2 Neto (DCD): Possante (cerca de 195 cm); Forte na marcação;

6 Gustavo Henrique (DCE): Possante (cerca de 195 cm); Forte na marcação;

3 Mena (DE): Ofensivo;

7 Alan Santos (MCD): Pressionante e participativo na construção de jogo; Recua até entre os centrais para dar início à primeira fase de construção;

5 Arouca (MCE): Pressionante e participativo na construção de jogo;

10 Geuvânio (MAD): Formado no clube; Tem apenas 20 anos; Muito virtuoso do ponte de vista técnico; Forte no drible; Um dos ‘novos meninos da Vila’;

8 Cícero (MO): Playmaker; Aparece um pouco pelos três corredores; Capitão;

11 Thiago Ribeiro (MAE): Flete da esquerda para o meio, com a bola colada ao pé direito;

9 Leandro Damião (PL): Forte fisicamente; Segura bem a bola;

16 Rildo (MAD): Emprestado pelo Ponte Preta;

17 Gabriel Barbosa (ACD): Apelidado de ‘Gabigolo’; Alvo de comparações com Neymar;


Público/ Estádio/ Extras:

Estádio: Vila Belmiro é um recinto bastante carismático, casa do rei Pelé enquanto jogador;

Melhor clube das Américas do século XX;

Único clube a vencer campeonato estadual, nacional, continental e mundial num mesmo ano (1962);

Alcunha: Peixe;

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Corinthians (2-0 vs. Bahia da Feira 20.03.2014)

Mano Menezes
Substituições:

70’ Fábio Santos por 16 Uendel (DE);

70’ Renato Augusto por 20 Danilo (MAE);

81’ Jádson por 21 Maicon (MAD);


Coletivo:

Bastante mobilidade entre os homens da frente;

Neste sistema de 4x4x2, os alas jogam muito por dentro;

Equipa tenta praticar um futebol apoiado;

Na maioria das vezes, a equipa tenta verticalizar o jogo a partir de trás, ao pontapear a bola para a frente de ataque;

O futebol do Corinthians torna-se demasiado direto;


Variações táticas:

Após a entrada de Danilo, Jádson passou para o flanco direito;


Individual:

35 Fagner (DD): Lateral ofensivo; Tecnicamente evoluído;

3 Cléber (DCD): Tem pouca habilidade para sair a jogar, fazendo notar fragilidades técnicas;

5 Ralf (MCD): Forte fisicamente; Patrão do meio-campo; Referência na recuperação da bola;

19 Guilherme (MCE): Armador de jogo;

10 Jádson (MAE): Povoa a zona central; Falso-extremo; É desequilibrador e tem boa visão de jogo;

18 Luciano (ACD): Bom finalizador;

31 Romarinho (ACE): Tem um bom poder de aceleração; Desequilibrador;

21 Maicon (MAD): Tem apenas 17 anos;

Mano Menezes: Contestado nos seus primeiros meses, sobretudo após o afastamento do Campeonato Paulista;


Ausências:

Guerrero e Emerson (lesionados) e Elias (ainda vinculado ao Sporting);


Público/ Estádio/ Extras:

Equipamento alternativo de cor amarela é uma homenagem à seleção brasileira;

Corinthians (3-0 vs. Comercial 27.02.2014)

Mano Menezes
Substituições:

43’ Guerrero por 18 Luciano (ED);

77’ Romarinho por 20 Danilo (PL);

90’ Jádson por 30 Paulo Victor (EE);


Coletivo:

Equipa sente algumas dificuldades em construir jogo, fruto da pouca habilidade para iniciar os ataques dos centrais e do seu médio-defensivo, além do pouco envolvimento dos médios-interiores nessa fase;

Equipa aplica pressão alta, com o ponta-de-lança a pressionar os centrais na construção de jogo;


Variações táticas:

Bruno Henrique e Guilherme variam entre quem joga como interior-direito e interior-esquerdo;

Após a saída de Guerrero, Romarinho ocupou o lugar de ponta-de-lança;


Individual:

12 Cássio (GR): Passou muito tempo na Holanda, no PSV;

35 Fagner (DD): Rápido; Emprestado pelo Wolfsburgo;

3 Cléber (DCD): Muito forte no jogo aéreo;

4 Gil (DCE): Experiente; Patrão da defesa; Muito forte no jogo aéreo; O jogo com os pés não é o seu forte;

16 Uendel (DE): Ofensivo;

5 Ralf (MDEF): Capitão; A bola passa quase sempre pelos seus pés no início dos ataques, mas construir jogo não é o seu forte, demorando algum tempo e acabando por lateralizar ou até atrasar;

31 Romarinho (ED): Criativo; Muito talentoso; Enquanto ponta-de-lança, dá grande mobilidade à frente de ataque;

10 Jádson (EE): Especialista em lances de bola parada; Esteve muito tempo na Ucrânia, no Shakhtar Donetsk; Internacional brasileiro; Funciona como “abre-latas”;

9 Guerrero (PL): Internacional peruano; Referência do ataque; Forte fisicamente; Muito solicitado para jogar de costas para a baliza;

30 Paulo Victor (EE): Flete da esquerda para o meio com a bola colada ao pé direito;

20 Danilo (PL): Veterano (34 anos);

Mano Menezes: Antigo selecionador brasileiro;


Público/ Estádio/ Extras:

Estádio: Pacaembu (40 000 espetadores);

domingo, 13 de Abril de 2014

São Paulo (1-0 vs. CSA 13.03.2014)

Muricy Ramalho
Substituições:

71’ Luís Fabiano por 10 Ganso (MO);

72’ Antônio Carlos por 14 Edson Silva (DCE);

85’ Osvaldo por 19 Ademilson (MAE);


Coletivo:

Equipa muito pressionante;

Equipa gosta de dominar o jogo através da posse de bola, nem sempre com um ritmo intenso;


Variações táticas:

Após a entrada de Ganso, a equipa passou a jogar em 4x2x3x1, com Alexandre Pato a atuar como único ponta-de-lança;


Individual:

1 Rogério Ceni (GR): Veterano de 41 anos; Capitão;

7 Rodrigo Caio (DCD): Gosta de sair a jogar;

6 Álvaro Pereira (DE): Ex-FC Porto; Muito ofensivo, mas ainda à procura do melhor entrosamento com os colegas;

5 Wellington (MCD): Sempre bem posicionado; Muito atento, ocupando os espaços deixados vagos pelos colegas;

18 Maicon (MCE): Médio de transição; Recebe a bola do guarda-redes ou dos centrais para construir jogo;

17 Osvaldo (MAE): Grande poder de aceleração; Tanto pode fletir como verticalizar; Forte no 1 vs. 1; Ex-Sp. Braga;

9 Luís Fabiano (ACD): Ex-FC Porto; Obrigado a recuar mais para se envolver na construção dos ataques quando joga ao lado de outro avançado, nomeadamente Alexandre Pato; Muito experiente (33 anos);

11 Alexandre Pato (ACE): Gosta de recuar para pegar no jogo, mas funciona mais como segundo avançado do que propriamente como terceiro médio; Não se fixa muito numa posição; Cobra livres diretos; Tem visão de jogo;


Público/ Estádio/ Extras:

Alcunha: Tricolor;

sábado, 12 de Abril de 2014

São Paulo (3-2 vs. Corinthians 09.03.2014)

Muricy Ramalho
Substituições:

INT’ Souza por 5 Wellington (MCD);

85’ Osvaldo por 19 Ademilson;


Coletivo:

Equipa pratica um futebol apoiado e gosta de ter a bola;

66% Posse de bola;


Individual:

1 Rogério Ceni (GR): Capitão; 41 anos de idade; Vai-se retirar no final do ano; Estreou-se pelo clube em 1993;

23 Douglas (DD): Muito ofensivo;

7 Rodrigo Caio (DCD): Difícil de ultrapassar;

4 Antônio Carlos (DCE): Central goleador; Central de grande categoria;

6 Álvaro Pereira (DE): Sempre muito ofensivo;

8 Souza (MCD): Ex-FC Porto (2010-2012); Emprestado pelo Grémio;

22 Pabón (MAD): Emprestado pelo Valencia; É intermitente: está muito tempo desligado do jogo, mas por vezes tem grandes lances individuais;

10 Ganso (MO): Fantástico pé esquerdo; Formado no rival Santos;

17 Osvaldo (MAE): Desequilibrador; Bom driblador; Flete da esquerda para o meio com a bola colada ao pé direito; Tem bom poder de aceleração;

9 Luís Fabiano (PL): Finalizador-nato; Ex-FC Porto;

Muricy Ramalho: 3x campeão brasileiro no comando técnico do São Paulo;


Ausências:

Alexandre Pato (não pode enfrentar o Corinthians);


Público/ Estádio/ Extras:

Alcunha: Tricolor;

Corinthians (2-3 vs. São Paulo 09.03.2014)

Mano Menezes
Substituições:

INT’ Renato Augusto por 9 Guerrero (PL);

72’ Romarinho por 11 Emerson;

83’ Bruno Henrique por 20 Danilo;


Coletivo:

Frente de ataque bastante móvel;

Equipa defende com o bloco baixo e as linhas muito próximas;

Corinthians defende em 4x1x4x1, com Ralf entre a linha defensiva e a linha média;

34% Posse de bola;


Variações táticas:

Após a entrada de Guerrero, Luciano passou para o corredor esquerdo e Romarinho para o direito;


Individual:

12 Cássio (GR): Guarda-redes de elevada estatura (195 cm);

35 Fagner (DD): Tecnicamente evoluído;

3 Cléber (DCD) e 4 Gil (DCE): Conhecidos como as ‘torres gémeas’ do Corinthians;

5 Ralf (MDEF): Capitão;

25 Bruno Henrique (MCE): Cobra livres diretos;

31 Romarinho (PL): Muito rápido; Dá profundidade ao ataque;

9 Guerrero (PL): Referência do ataque;


Ausências:

Jadson (não pode enfrentar o São Paulo) e Elias (nesta altura ainda vinculado ao Sporting);


Público/ Estádio/ Extras:

Estádio Pacaembu com capacidade para 40 000 espetadores;

Alcunha: Timão;

quarta-feira, 9 de Abril de 2014

São Paulo (4-0 vs. Audax 06.03.2014)

Muricy Ramalho
Substituições:

63’ Luís Fabiano por 19 Ademilson (PL);

70’ Maicon por 5 Wellington (MCD);

82’ Souza por 20 Lucas Evangelista (MCE);


Coletivo:

Equipa defende num 4x4x2 pouco organizado, deixando algum espaço livre;

Futebol apoiado, à flor da relva, mas se necessário, também bombeia a bola para a área à procura de um cabeceamento certeiro de Luís Fabiano;

Equipa gosta de ter a bola;


Individual:

1 Rogério Ceni (GR): Autêntica lenda do São Paulo; Tem atualmente 41 anos; Capitão; Vai-se retirar no final da época, em dezembro; Grande figura da equipa, pela longevidade e pelo rendimento;

7 Rodrigo Caio (DCD): Jovem de 20 anos; Formado no clube;

16 Reinaldo (DE): Lateral ofensivo;

8 Souza (MCE): Ex-FC Porto; Exige-se mais quilómetros percorridos a este médio, que se posiciona mal e não consegue deixar a equipa equilibrada; Jogador de grande envergadura física (188 cm); Aparece bem no último terço;

22 Pabón (MAD): Funciona muito bem como homem do último passe; Emprestado pelo Valencia;

10 Ganso (MO): Tremenda qualidade técnica, mas algo lento; Recua para pegar no jogo;

17 Osvaldo (MAE): Ex-Sp. Braga; Muito rápido; Incansável;

9 Luís Fabiano (PL): Ex-FC Porto; Tem como alcunha ‘O Fabuloso’; Forte no jogo aéreo; Avançado veterano; Mantém o seu killer instinct intacto;

5 Wellington (MCD): Grande capacidade física;

20 Lucas Evangelista (MCE): Tem apenas 18 anos;

Muricy Ramalho: Técnico bastante categorizado no Brasil; Venceu por quatro vezes o campeonato brasileiro; Tem 58 anos;